Redes Sociais

CRIANDO SUAS PRÓPRIAS SOLUÇÕES

Fazendo diferente é um bom modo de mostrar que o que você tem a dizer é especial.

 

Existe sem dúvida uma verdadeira “febre” por comunicação hoje em dia. Com a proliferação de APPs, pessoas de todas as idades, profissões, interesses e classes sociais dedicam horas de seu dia à leitura. Escrevendo ou simplesmente compartilhando informações e emitindo opiniões. Tudo isso em detrimento da qualidade da informação.

Mistura-se tudo… pessoal, profissional, político, religioso… De repente estamos no meio de um mar de ideias, onde pouca coisa realmente nos interessa.

E, de repente, você não sabe onde nem como comunicar suas ideias. Partimos, assim, para um questionamento inicial bem básico: O QUE você tem para falar e com QUEM você quer falar.

Quando a comunicação é profissional, seja ela qual for, muitas vezes as redes sociais, embora muito usadas, não são os melhores canais para que ela aconteça. Muitos desses espaços foram projetados para serem canais de transmissão de assuntos rápidos, dinâmicos, que se misturam velozmente no meio de outros tantos assuntos, escritos e recebidos. Aí a sua ideia, que lhe parecia tão importante e brilhante, acaba sendo diluída, pouco vista ou nem percebida pelas pessoas que você gostaria de atingir.

Uma solução boa para quem tem realmente muita coisa a dizer é a criação de uma REVISTA DIGITAL.

Fiz uma experiência interessante e bem sucedida, nos anos de 2003 a 2007, publicando uma Revista Digital com a ideia de criar em torno dela uma comunidade interessada em Design. Com a OQDESIGN criamos um espaço para discutir e promover o Design como expressão artística e como parte viva de uma linha de produção que envolve profissionais e interessados no assunto. A revista trazia textos de diversos autores, na linha colaborativa para diferentes segmentos, com o intuito de democratizar o design. Dicas, comentários, trocas de experiências, contatos e parcerias formavam a revista que tinha a ambiciosa proposta de “ser uma revista feita por muitas mão e cabeças pensantes”.

Com temas específicos em cada edição, a OQDESIGN passou por temas como: ONDE VOCÊ USA SEUS CONHECIMENTOS DE MARKETING?; REINVENTAR; DIGA-ME COM QUEM ANDAS…; LIBERDADE, LIBERDADE…; O CLIENTE TEM SEMPRE RAZÃO?; ATÉ QUE PONTO VOCÊ É CAPAZ DE CHEGAR?; QUERO SER GRANDE?; BEM-VINDO À SECOND LIFE, entre outros, falando de ética, comportamento, tecnologia, cinema, literatura, arte e gastronomia.

Em suas 34 edições, conquistou mais de 3 mil leitores e continua sendo acessada até hoje, embora não tenha sido continuada. Milagres da Internet…

A revista trazia também um compendio de muitas informações sobre os assuntos selecionados, uma forma do leitor encontrar muita informação boa em um só lugar.

A ideia de ter um canal próprio para falar diretamente com seu público atraiu outros universos como o de EDUCAÇÃO, com a REVISTA SIRIGUELA que tinha como objetivo capacitar professores para o ensino da Língua Portuguesa a Estrangeiros e que ainda deu origem a duas Comunidades Virtuais no mesmo segmento: faleportugues.ning.com e tribodosgolfinhos.com.br.

Como você vai desenvolver uma revista assim pouco importa. Muitas tecnologias aparecem com soluções mágicas e muitas vezes decepcionantes. Particularmente, acho mais adequado ter um sistema próprio, que lhe ofereça recursos e mobilidade para aquilo que você pretende publicar. Mas o que realmente vai importar e garantir o sucesso da sua publicação é o CONTEÚDO.

Dá muito trabalho? Dá. Mas você pode formar uma pequena equipe para lhe ajudar na seleção de artigos sérios e relevantes para completar seu conteúdo, ou contratar uma empresa para desenvolver este conteúdo junto como você ou com sua empresa.

O que importa é ter algo realmente RELEVANTE a comunicar. Em pouco tempo você terá seguidores fiéis e colaboradores ativos. Oferecer um conteúdo sério e diferenciado garante a sua audiência crescente.

O tempo de duração da sua ferramenta vai depender da sua necessidade e objetivo. Mas, com certeza pode ser um importante canal de comunicação para você. Editoras, escolas, empresas, ONGs, blogueiros e muitos outros podem fazer uso desse recurso.

Para verem um pouco da revista e a sua evolução com o tempo, acessem: www.oqdesign.com.br

Não existem comentários publicados ainda.

Deixe um comentário




*